A bomba atômica e os jogos olímpicos

Leonardo Boff

No exato momento em que no dia 6 de agosto de 2016 às 20.00 horas se inaugurarão os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, há 71 anos, no mesmo  dia 6 de agosto de 1945 e na mesma hora correspondendo às 8.15 da manhã, será recordada em Hiroshima no Japão, a nefasta data do lançamento da bomba atômica sobre a cidade. Vitimou 242.437 pessoas entre as que morreram na hora e as que posteriormente vieram a falecer em consequência da radiação nuclear.

O imperador Hirohito reconheceu, no texto de rendição no dia 14 de agosto, que se “tratava de uma arma que levaria à total extinção da civilização humana”. Dias após, ao aduzir, numa declaração ao povo, as razões da rendição, a principal delas era de que a bomba atômica “provocaria a morte de todo o povo japonês”. Em sua sabedoria ancestral tinha razão.

A humanidade estremeceu. De repente deu-se conta…

Ver o post original 656 mais palavras

Anúncios

Moniz Bandeira denuncia apoio dos EUA a golpe no Brasil

Leonardo Boff

Moniz Bandeiraé considerado no meio dos expertos, o nosso melhor observador e comentarista de políica internacional e dos vínculos existentes entre os poderes deste mundo globalizado na disputa pela hegemonia mundial. Depois que foram publicados os documentos da presença norte-americana no golpe militar de 1964 não podemos mais ser ingênuos. O Brasil é grande demais para passar desapercebido pelos interesses políticos, econômicos e estratégicos das grande potências. Não nos é mais permitido ser incautos, pensando que nossa crise política e a tentativa de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff sejam assunto meramente doméstico. Não é. Aqui estão em jogo interesses geopolíticos, especialmente, com a presença da potência que concorre abertamente com os USA que é a China. Sua presença em nosso Continente e especialmente no Brasil é cada vez maior. Ela é o carro-chefe dos BRICS, articulação de países, da qual o Brasil faz parte. É preocupante o fato de…

Ver o post original 2.465 mais palavras

Médecins du monde censuré pour ne pas fâcher le lobby des labos

Saúde Global

884537-mdmLibération, Eric Favereau – Une campagne de communication contre les tarifs exorbitants fixés par les laboratoires pour des médicaments contre le cancer ou l’hépatite C a été refusée par les propriétaires de panneaux publicitaires.

Objectif atteint. Par une campagne choc sur le prix des nouveaux médicaments, Médecins du Monde (MDM) voulait provoquer le débat. Il y a réussi, d’autant qu’il a été aidé par les propriétaires des panneaux publicitaires qui ont refusé la campagne, la considérant comme trop polémique, ce qui a donné alors à celle-ci un petit goût de censure. Les slogans retenus par l’ONG étaient sans complexe: «Avec l’immobilier et le pétrole, quel est l’un des marchés les plus rentables ? La maladie». Ou : «Bien placé un cancer peut rapporter jusqu’à 120 000 euros». Ou encore : «Une leucémie, c’est en moyenne 20 000% de marge brute».Ou, enfin : «Une épidémie de grippe en décembre, c’est le bonus de fin…

Ver o post original 571 mais palavras

Os filhos dos estivadores, e os meus filhos

Raquel Varela

Há uns meses liguei para algumas empresas que conheço a perguntar se teriam lugar para um serralheiro mecânico, com 40 anos. No caso um ex dirigente sindical, despedido ao abrigo de um despedimento colectivo, o qual encarou, em nome de todos, como figura pública e dirigente, sofrendo portanto as consequências de quase tudo recair sobre ele. Foi esta razão, e não o estado de desemprego, que me fez procurar com alguma insistência – proteger quem dá a cara e é queimado, em geral com o silêncio da maioria. Responderam com muita delicadeza “Dra Raquel, lamentamos, mas infelizmente a nossa política de recursos humanos não nos permite contratar pessoas com mais de 35 anos”. Mais de 35 anos? Fiquei a pensar. A explicação é fácil, mas tenebrosa. As empresas querem uma bolsa de desempregados que pressione os salários para baixo – estão à porta a pedir emprego. Mas isso não suprime…

Ver o post original 395 mais palavras

Quem são os Estivadores?

Raquel Varela

Publicado hoje no Público, o meu artigo sobre os estivadores, que acabou por ser também um balanço do sindicalismo e do mercado laboral em Portugal.

“Em 1889, Engels, depois da greve vitoriosa dos estivadores de Londres, comenta com dois dos fundadores históricos da social-democracia, Kautsky e Bernstein: “É o maior evento que aconteceu em Inglaterra desde as Leis da Reforma.” Porque se os mais desorganizados e “desmoralizados trabalhadores do mundo” se organizaram “é porque não devemos desesperar com nenhum sector da classe operária”.

O Sindicato dos Estivadores de Lisboa protagonizou o mais importante conflito laboral depois da crise de 2008, com um efeito de arrastamento para outros sectores sindicais. Apesar disso os media acompanham de forma sofrível os acontecimentos. Por exemplo, há duas décadas que os estivadores não controlam a empresa de trabalho portuário, empresa privada que faz a gestão da força de trabalho no Porto; os estivadores não…

Ver o post original 1.064 mais palavras

Blogue ATS

Grupo de investigação Ambiente, Território e Sociedade do ICS-ULisboa

Ecomuseus.PT

Processos Museológicos participativos

COREM 2a. Região

Conselho Regional de Museologia 2a. Região [RJ, MG, ES]

Conexões da Zona Sul

Mapeamento participativo da economia solidária na Zona Sul de São Paulo

Life-Mind-Play

growing-thinking-sharing

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

inventario participativo

processos ecomuseais

Courelas

Dizem-se coisas que são coisas que se dizem

Instituto de História da Arte

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa

radioafrolis.wordpress.com/

O audioblogue Rádio AfroLis é um espaço de expressão cultural feito por afrodescendentes a viver em Lisboa. Artistas, menos artistas, pessoas comuns e menos comuns falam sobre negritude, racismo e identidade revelando facetas da consciência negra emergente em Portugal.

ICOM Costume Committee: 3rd to 9th of July, 2016 in Milano

ICOM Costume Committee: 3rd to 9th of July, 2016 in Milano

[Lisboa é POESIA] - Lisboa__Lx

■ Passeios Poético-Fotográficos ■ Passeios Poético-Literários ■

Blablablamuseos

Más X Más= Más Cultura

Caminhos da Memória

leituras contemporâneas da história e da memória

A Palavra

Só mais um site WordPress.com

seeds of good anthropocenes

identifying socially-ecological bright spots that could grow & connect to produce a better anthropocene

Seminário Políticas para Diversidade Cultural

O que diversidade tem a ver com políticas públicas, direitos humanos e produção cultural?