Desde China critican a la OMS y la OMPI por su política de patentes para los medicamentos

Saúde Global

1429877645-patentesMirada Profesional – Expertos del gigante asiático aseguran que ambas entidades “ponen en riesgo la salud de los pacientes” al permitir patentes que aumentan los costos de los tratamientos. Aseguran que ambas entidades están bajo lobby de la industria farmacéutica.

El escándalo con el precio de los nuevos tratamientos contra la hepatitis C puso en discusión la forma que los organismos internacionales y los gobiernos negocian con las farmacéuticas los valores de los medicamentos. Un entramado de patentes y derechos permiten que los laboratorios obtengan ganancias extraordinarias, y que estas no terminen nunca, ya que los atajos legales les dan nuevas formas de seguir cobrando. En China, la preocupación por este escenario hace que se critique a las autoridades encargadas de regular el sector. En especial, le apuntas a las oficinas de patentes y salud, a quien acusan de “ponen en riesgo la salud de los pacientes” permitiendo este esquema.

Ver o post original 630 mais palavras

Investigação – Projetos do Banco Mundial estão a provocar “rasto de miséria”

Saúde Global

Notícias ao minuto – O Banco Mundial desrespeita com frequência as suas próprias regras sobre a proteção de pessoas em detrimento dos projetos que patrocina e com consequências devastadoras para as populações mais vulneráveis, refere uma investigação hoje divulgada.

Um trabalho de investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), do diário digital norte-americano The Huffington Post e 20 outros parceiros mediáticos concluiu que pelo menos 3,4 milhões de pessoas foram física e economicamente afetadas desde 2004, em particular através de deslocações forçadas, devido a projetos apoiados pelo Banco Mundial.

Considerado o mais prestigiado credor dos países em desenvolvimento, o Banco Mundial financia anualmente centenas de projetos governamentais com o objetivo de “combater a propagação da pobreza através do apoio à construção de sistemas de transporte, centrais elétricas, barragens e outros projetos”, teoricamente dirigidos às populações mais pobres do planeta.

No entanto, os trabalhos de investigação divulgados a partir…

Ver o post original 347 mais palavras

Antígona y Hegel

Lectores de Heidegger

Antígona y Hegel

2. Ubicación de los textos

Hegel habla de Antígona en la Fenomenología de manera expresa sólo en dos ocasiones muy significativas. La primera es al terminar sus análisis sobre la individualidad, cuando se apresta a iniciar el examen del Espíritu (311/254[1]). Para comprender mejor esta ubicación, recordemos lo que nos dice Hyppolite:

La Fenomenología se propone una doble tarea: por una parte, conducir a la conciencia ingenua al saber filosófico, y, por otra, hacer salir a la conciencia singular de su pretendido aislamiento, de su ser-para-sí exclusivo, para elevarla al Espíritu .

Para cumplir esta segunda tarea el texto despliega dos grandes escenarios, uno que corresponde a las experiencias de la conciencia individual y otro que corresponde a las experiencias de la conciencia colectiva, con el propósito de mostrar cómo la primera conciencia hunde sus raíces en la segunda. Se podría resumir la tesis fundamental de la…

Ver o post original 8.455 mais palavras

A minha cara metade

Raquel Varela

Há uma pandemia mundial em curso de narcisismo. Narcisismo não é vaidade. Um narcísico pode até ser discreto, calado e vestido de cinzento. Mas é uma pandemia insuportável. É o tipo que chega a uma reunião com mais 30 e pede para a próxima reunião ser mudada porque “ele tem uma consulta médica” – o que era o mundo sem ele!; é a mãe que diz com orgulho “o meu filho não faz nada sem mim” – um anormal portanto!; é o filho que quando a mãe lhe coloca a comida na mesa diz com esgar “não gosto nada disto” – tempos houve, os quais saúdo conservadoramente, que o tipo dizia “obrigada por teres feito o jantar querida mãe (mesmo que não gostasse)”; é o tipo que entra num sindicato e na primeira discordância, sem ter mexido uma palha, sai, e é o sindicalista que acha que é dono das decisões…

Ver o post original 677 mais palavras