A Monocultura Florestal e as Bacias hidrográfias

Raquel Varela

Por Tiago Lucena

Muitas pessoas, mesmo no campo, acreditam que a água aparece por milagre divino, algures numa serra uma nascente misteriosa jorra água que gera um rio. Porém, a água tem uma explicação perfeitamente simples e óbvia, e quem a entende sabe que esta é plantada. Leu bem, a água é semeada e plantada.

Não é por acaso que os rios nascem em montanhas e serras. É a geografia natural desses vales que compõem as serras que geram e alimentam estes rios. Uma realidade cada vez mais comum no interior, sobretudo nos últimos anos, é a seca cada vez mais frequente dos ribeiros secundários e dos fios de água menos fortes. No entanto, quando observamos os trabalhos de pedra nesses vales reparamos que a própria construção – as chamadas levadas de água – evidenciam que muita água por ali passava. Mas hoje estes ribeiros secam durante o período mais…

Ver o post original 518 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s