O impacto do receituário do FMI na saúde da África Ocidental, por Thomas Stubbs e Alexander E. Kentikelenis

Saúde Global

ebola-707x500

O Fundo Monetário Internacional  (FMI), junto a outras instituições como Banco Mundial e fundações filantrópicas, ganhou importância e influência no contexto de saúde global após a Guerra Fria com o avanço da globalização, muitas vezes competindo com a própria Organização Mundial da Saúde  (OMS). O FMI empresta dinheiro a países com problemas de Balanço de Pagamentos, os quais devem aplicar condicionalidades impostas, interferindo, como mostra o texto, diretamente na saúde pública desses países. Como o poder de voto dentro do FMI é proporcional ao dinheiro que o país investe no fundo, observa-se que países desenvolvidos tem maior poder decisório, além de a maior parte dos secretários gerais terem sido europeus. Dessa forma,  o empréstimo pode ser usado como ferramenta de neocolonialismo de países mais ricos sobre países em desenvolvimento, através de um sistema em que medidas sociais são tomadas cada vez menos por autoridades locais que conhecem a realidade da…

Ver o post original 65 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s