Estivadores: direitos conquistados

Raquel Varela

Não conheço os termos do acordo assinado ontem entre os estivadores e as empresas privadas que trabalham no porto. Não me pronuncio sobre ele e o que representa até o ler e, o mais importante , reflectir sobre ele. Mas estou pasmada com a quantidade de pessoas que aqui dá os parabéns ao A. Costa que, cito, dizem “conseguiu o acordo”. Risível. O que quer que tenha sido conseguido ou não ontem foi-o pelo estivadores e pelo seu sindicato democrático e combativo que, com pressão brutal, salários em atraso, debates frontais se mantiveram unidos em torno de um objectivo claro -impedir a entrada de trabalho precário no porto. E todos aqueles, amigos, família, grupos sociais de apoio, indivíduos que em plenários, piquetes, reuniões intermináveis, noites sem dormir, discussões, resistência emocional, contactos, redes de solidariedade, assessoria a textos, vídeos, grafismo, imprensa, assessoria jurídica, lutaram nestes dias. António Costa denegriu os…

Ver o post original 154 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s