«Estamos afogados em impostos»

Raquel Varela

«Grupos de fiscais entram à luz do dia em pequenos estabelecimentos. Em restaurantes à hora de almoço, em lojas em plena manhã. Com polícia e um aparato de força. Nunca se viu algo semelhante num centro comercial. Estamos afogados em impostos, mas em impostos que não tratam de forma idêntica os pagadores. E ninguém percebe para que servem porque os serviços públicos são cada vez piores. O modelo redistributivo do pós-guerra, quem tem mais paga mais, reverteu-se. 75% de toda a massa de impostos já é paga pelos rendimentos do trabalho. A cereja no bolo é colocarem os contribuintes a exercer funções de trabalhadores de impostos, verificando facturas online. Não sendo os sindicatos de alfândega, finanças, etc parte do Estado – triste memória histórica de sociedades onde os sindicatos eram controlados pelo Estado – mas da sociedade, não caberia a estes uma palavra sobre esta e outras medidas que os…

Ver o post original 123 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s