Para onde vai Portugal?

Raquel Varela

«As pessoas não têm tanto medo de mudar, esse medo é incutido do exterior, pelos partidos, pelos grandes empresários. A população tem que se mentalizar que tem que participar mais. O futuro constroi-se, mas temos que ser nós a construi-lo» (Coimbra de Mattos sobre o ensaio Para onde vai Portugal?)

«Raquel Varela, historiadora, traz-nos um ensaio com propostas económicas e sociais inéditas sobre a crise de 2008 e o rumo do país para os próximo anos, pondo em cima da mesa as várias possibilidades de progresso e decadência histórica. Uma voz surpreendente pela combinação de uma escrita escorreita e rigorosa, que com um humor e ironia se propõem pensar o futuro do país. Critica de o “labirinto da saudade” de Eduardo Lourenço ou o “medo de existir” de José Gil, contrapõe-se ainda à tese dominante de um povo de brandos costumes e leva-nos neste ensaio para uma visão social…

Ver o post original 95 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s